historico

Nos anos 60, o café era o ouro verde do Paraná, atraindo inúmeros imigrantes de todos os cantos do país. Apesar da riqueza do produto, o estado precário das estradas e a distância das indústrias praticamente inviabilizavam a produção em larga escala. Além disso, os produtores sofriam com a ação de intermediários que adquiriram o café a um preço abaixo do praticado no mercado. Inconformados com a situação, em 18 de novembro de 1962, 39 produtores de Nova Londrina, incentivados pelo líder cooperativista, Leonardo Spadini, fundaram a COPAGRA (Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de Nova Londrina) que mais tarde, em 2004, viria a se denominar de COPAGRA ( Cooperativa Agroindustrial do Noroeste Paranaense).

O primeiro investimento foi à aquisição de uma máquina de beneficiamento de café. O ciclo do produto impulsionou a agregação de novos associados e proporcionou a expansão da área de ação da COPAGRA para diversos municípios da região.

No final dos anos 60, sua linha de negócios começou a receber outro produto de grande importância para sua história: o algodão. O ciclo do produto na cooperativa se deu após a implantação da primeira usina de beneficiamento, em Nova Londrina, em 1968, e posteriormente em Naviraí, Mato do Grosso do Sul, Querência do Norte, Paraná e, mais tarde, em Glória de Dourados, também no Mato Grosso do Sul. Por vários anos o algodão representou boa parte do faturamento geral da cooperativa. Durante este período a COPAGRA chegou a contar com cinco entrepostos no Mato Grosso do Sul, um entreposto no Estado de São Paulo e sete entrepostos no Paraná.

Com a crise econômica brasileira, em 1990, graves reflexos sombrearam todo o setor agropecuário nacional. Por isso, a administração da cooperativa buscou estratégias para salvaguardar o patrimônio coletivo e alternativo para viabilizar financeiramente a COPAGRA. Algumas unidades foram fechadas, outras reabertas...

Hoje a cooperativa retomou o caminho da prosperidade através da modernização do modelo de gestão, investimento no capital humano, planejamento estratégico de atividades e um plano de desenvolvimento econômico sustentado.